quinta-feira, 12 de março de 2015

CUIDE-SE

Via Pinterest

Marina caminhava triste pela trilha entre a mata virgem que havia no atalho da escola até sua casa. O vento frio do fim da tarde jogava seu cabelo de um lado para o outro e os fios grudavam no rosto molhado pelas lágrimas que já não pediam mais permissão para cair, e já conheciam perfeitamente o caminho dos olhos à boca, ao queixo, ao pescoço. Ela já não se esforçava para secar aquela correnteza que jorrava para fora de si, mas que inundava seu coração. Caminhar já era um ato mecânico, e aquele caminho, um dia tão cheio de vida, agora era apenas um amontoado de folhas caídas e cantos de pássaros aos quais ela era alheia. Tudo que ouvia era o som das músicas melancólicas das quais seu celular estava cheio. 
Comer era uma luta diária. Foram 5 quilos perdidos desde a última vez que ela criou coragem para subir em uma balança. Seu corpo já não sabia diferenciar a fome do frio que constantemente invadia seu estômago, fazendo-o revirar e tudo em volta se congelar por minutos. O celular, agora só usado como reprodutor das tortuosas músicas, estava cheio de mensagens que ela nunca chegou a ler, pelo simples fato de nenhuma ter vindo da única pessoa com quem ela queria falar. Marina havia abandonado seus seriados preferidos, porque cada personagem se parecia um pouco com ele. Mas nada se comparava à tortura das aulas diárias. Vê-lo sorrir como se nada houvesse acontecido era o fim do mundo, porque para ela, um pedaço de vida tinha sido arrancado de sua própria vida. Ela se sentia pela metade.
Mas naquele dia, após muito adiar, Marina resolveu arrumar os velhos livros e cadernos que, de alguma forma, foram parar nos lugares mais improváveis do quarto. Ela decidiu, após tantas cobranças da mãe, organizar seu 'lar' exterior, já que seu interior estava tão bagunçado. 
Enquanto folheava um velho diário, lembrou-se da época em que escrevia lembretes e conselhos para si mesma. Em uma das páginas, escrito a lápis, estava um lembrete todo em letras garrafais que dizia: "NÃO IMPORTA O QUE LHE DIGAM, NÃO IMPORTA O QUE LHE FAÇAM, NÃO IMPORTA O QUE LHE TIREM, NUNCA DEIXE QUE TE ROUBEM O TEU SORRISO, NUNCA DEIXE QUE LEVEM OS TEUS SONHOS, NUNCA SE DEIXE DESISTIR POR ALGUÉM QUE DESISTIU DE VOCÊ. CUIDE-SE. A VIDA É UM RECOMEÇO DIÁRIO  E É VOCÊ QUE ESCREVE SUA HISTÓRIA!" Lágrimas, agora, pediam permissão para desafogar o coração de Marina. Foi ali, ajoelhada num canto de um quarto bagunçado, que aquela menina tomou a decisão mais importante de sua vida: cuidar de si mesma, cultivar o amor próprio e ser feliz independente de tudo. 
Marina continuou sentindo falta daquele que um dia foi seu companheiro, mas a partir daquele dia, ela transformou a saudade num degrau que a ajudou a alcançar seus sonhos. E aquela mata virgem voltou a ser para ela um refúgio e fonte de inspiração para que o restante das páginas daquele diário fossem escritas.


TEXTO PERTENCENTE AO TEMA DE BLOGAGEM COLETIVA DO GRUPO BLOGS UP NO FACEBOOK.

22 comentários:

  1. Nossa Bruna,que incrível,achei bom demais,a Marina pode ser um pouco de cada um,pode estar ao nosso lado e a gente nem perceber...e nem todos tem a atitude de mudar e se valorizar como ela.
    Ficou demais *-*
    Beijos ^.^
    www.littlewonderscrm.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito obrigada, Jennyfer! Fico feliz que tenha gostado :)

      Beijos da Bru <3

      Excluir
  2. oi bruu , amei aqui amei o post ! Já estou te seguindo s2 beijo
    Sorria Princesinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laryssa, que bom que gostou, flor!
      Seja sempre bem vinda ao MS!
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  3. Mas que texto lindo moça ♥ Apesar de melancólico, a história por traz ficou incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!
      Hahaha, estou numa fase de sentimentos confusos, sabe? Isso acaba refletindo nos meus textos. Mas fico extremamente feliz que tenha gostado mesmo assim
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  4. Que texto lindo! É bem difícil superar um relacionamento e aprender que devemos ser felizes por conta própria.
    Você escreve muito bem, consegui ficar triste junto com a Marina. Parabéns.
    Beijoooos
    http://cariocasdaclara.blogspot.com.br/2015/03/resenha-codinome-cassandra.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Amanda!
      Realmente, superar uma perda ou o fim de algo ao qual nos apegamos é bem difícil, mas necessário...
      Seja sempre bem vinda, viu?
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  5. Perfeito e acabando comigo novamente "/ rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHA Poxa... espero que esteja gostando de 'ser acabado' :p
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  6. Lindo meu amor! Continue escrevendo e boa sorte nas aquarelas rsrsrs!
    Mami

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, mainha linda!
      Vamos ver se essa próxima experiência vai dar certo :)
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  7. que texto lindo, você tem talento...
    Os detalhes, tudo amei amei <3 continue escrevendo
    http://www.geysecofferri.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, meu coração fica apertadinho de alegria quando me incentivam a continuar assim! Obrigada, viu?
      Beijoa da Bru <3

      Excluir
  8. Que cantinho lindo, amei seu blog! Parabéns e sucesso ❤️ | Blog Menina, surtei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Karla! Seja sempre bem vinda. Sucesso pra nós! :)
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  9. Que texto lindo e que espaço lindo, adorei seu blog <3 e tu é linda e eu vou te seguir no Instagram. beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que linda!!! Também estou te seguindo no Instagram <3
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  10. Nossa, que texto lindo.
    Já aconteceu exatamente a mesma coisa comigo, ficar triste por alguém e ler meus textos antigos e perceber que eu não preciso de ninguém para ser feliz, eu preciso de mim mesma. Sempre escrevo coisa legais nos meus cadernos por que sou uma pessoa com auto estima muito baixa, e está funcionando. U3U
    sessão proibida †

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está dando certo pra você, Lunii! A gente tem que aprender que a chave da nossa felicidade tá dentro da gente e não podemos entregá-la a ninguém!!!
      Obrigada pelo comentário.
      Beijos da Bru <3

      Excluir
  11. Bruna! Eu nem sei o que te dizer. Já passei muito por isso e me vi tanto nesse texto!
    Se tem uma coisa que eu aprendi é que se você não cuidar de si mesma interiormente, tudo ao seu redor desaba.
    E a gente só entende isso quando passa por essa situação. A situação de ter que mudar a rotina e aprender a viver sem a companhia daquela pessoa que a gente se apega tanto.
    Parabéns! Foi uma forma simples e suave de falar de um assunto tão difícil!
    Beijos,
    Plus D' Intensité

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karen, rotina é uma coisa difícil de mudar, né? Principal mente numa situação assim...
      Obrigada pelo elogio!
      Beijos da Bru <3

      Excluir

Deixe aqui sua opinião, críticas construtivas, ideias, etc! Vou adorar ler cada comentário! <3